quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Bentley 4.5L 'Blower' Le Mans Tourer

Quero falar-vos um pouco do Bentley Blower 4.5L com compressor volumétrico, para mim um dos mais marcantes carros criados por Walter Owen Bentley. No campo do desporto automóvel a Bentley venceu Le Mans em 1924, 1927, 1928, 1929, 1930 e 2003, a vitória de 1930 foi com o inovador Bentley Blower 4.5L "N.º Chassis : LB2332 / Matricula : MT3464" que debitava cerca de 240Cv com a ajuda do compressor volumétrico. Este modelo fazia consumos na casa dos 102L/100km , hihihihihi :).
Em 1930 venceu a corrida com uma média de 122.111 km/h com um total de 179 Voltas, pilotado por Woolf Barnato/Glen Kidston

Fotografias do Carro nº4 e vencedor da edição de 1930 das 24h Le Mans






Outras Fotografias

´



Detalhes Técnicos - Versão de Estrada (Ampliar):



Slot: 1/32



5 comentários:

J.C.Nogueira disse...

Viva.
Um bom pedaço de história.
Cumprimentos de
J.C.Nogueira

Mota disse...

Olá caro "MM & Slot Car".

Não pretendendo de todo contestar o que está dito, nesse ano de 1928, foi de facto a "Bentley" quem ganhou a edição.
Os pilotos vencedores foram também os mencionados.
O modelo é que me parece ter sido o "Sport", com o Nº4 e não, tal como indica, o "Blower 4,5L Supercharged". Esse correu também, mas em 1930 com o Nº8 e com os pilotos "Benjafield / Ramponi", tendo servido de lebre para obrigar a concorrência a partir os motores. Quanto a mim, o vencedor da 6ª edição de Le Mans, foi um "Bentley Sport", que completou a prova percorrendo 2.669 Km a uma média de 111,219 Km/h, numa edição em que iniciaram a mesma 33 participantes mas apenas a conseguiram completar, 17 concorrentes.

Se tiver dados que me corrijam, agradeço, pois terei que corrigir os meus apontamentos.

Um abraço

M&M disse...

Mota tem toda a razão em 28 o vencedor foi um 1928 - Bentley 4.5L com a matricula YH3196, pilotado por Woolf Barnato/Bernard Rubin e que usava o Nº4, em 1929 foi um Bentley Speed Six, Matricula : MT3464, pilotado por: Woolf Barnato/Tim Birkin e usava o Nº1. Em 1930 Woolf Barnato vence novamente com um Bentley Speed Six com o Nº4, desta feita com o compressor volumétrico.

Excerto de um texto tirado de um site brasileiro

Com o generoso aporte financeiro de Woolf Barnato, W.O. Bentley construiu e desenvolveu uma fantástica geração de carros que ganhou praticamente tudo o que disputou em sua época. Em 1928, Barnato e Bernard Rubin alinharam para a disputa da 6ª edição das 24 Horas de Le Mans como favoritos, graças à potência do modelo Bentley 4,5 litros que dispunham. Não decepcionaram: venceram com quase uma volta completa de vantagem sobre o Stutz de Brissom/Bloch, com uma média horária de 111,219 km/h e mais de 2.660 km percorridos.

No ano seguinte, Woolf Barnato foi buscar o bicampeonato: alinhou um novo Bentley, o famoso Speed Six de quase 7 litros de cilindrada cúbica, em dupla com Henry Birkin, no traçado de 16,340 km – mais curto e bem mais veloz que o antecessor. Birkin fez a volta mais rápida em 7′21″ (133 km/h de media) e a dupla, a bordo do carro #1, venceu a prova como esperado: média de 118,492 km/h pra pouco mais de 2.840 km percorridos.

Chegou o ano de 1930 e na 8ª edição da prova, Woolf Barnato contava com um novo parceiro: o também britânico Glen Kidston. Desta vez, Henry Birkin era adversário, dividindo um outro Bentley com o francês Chassagne. Mas após marcar o novo recorde da pista, o carro da dupla rival teve uma biela quebrada após 138 voltas percorridas.

Ainda com o bom e velho Speed Six, Barnato/Kidston chegaram na frente com meia volta de vantagem para outro Bentley, de Clément/Watney, à média de 122,111 km/h. E assim, Woolf Barnato inscrevia seu nome na história de Sarthe, como o primeiro tricampeão da história das 24 Horas de Le Mans. Aliás, nas três corridas em que disputou no circuito, venceu todas – um desempenho que nenhum outro piloto jamais alcançou.

Ainda em 1930, na quebra da bolsa de valores de Wall Street, nos EUA, Woolf Barnato e W.O. Bentley foram seriamente afetados pela derrocada econômica. Tanto que a companhia teve que ser vendida, no ano seguinte, para a Rolls-Royce.

Mota disse...

Esclarecido.
Obrigado.

Um concelho. Deveria rever o texto.

Cumprimentos.

Mota disse...

Parabéns pelo "New Look".

Link - Carlitos Slot

Carlitos-Slot