quinta-feira, 2 de julho de 2009

Life L190 o Pior Carro da F1



Life L190 – Foi provavelmente o pior carro da história da Fórmula 1 – Estará presente no Goodwood Festival of Speed e será pilotado por Derek Bell .

Estávamos em 1990, equipado com um motor W12 não passou da pré-classificação em 14 tentativas, normalmente ficava cerca de 20 segundos fora do ritmo.

Ele estará ao lado de alguns dos melhores carros da história da F1, incluindo o McLaren-Honda MP4/4, que venceu 15 das 16 corridas do campeonato de 1988.

Um porta-voz do Festival confirmou que o carro vai andar com seu motor W12 original, que em 1990 se mostrou incapaz de impulsioná-lo por mais de algumas voltas de cada vez. "O carro na verdade pode estar em melhor condição agora do que estava há 19 anos atrás", acrescentou ele.

Derek Bell, ex-piloto de Fórmula 1 e cinco vezes vencedor em Le Mans, aceitou o desafio de pilotar o carro por causa da sua peculiar história.

O Life L190

A estreia da Life Grand Prix em 1990 ocorreu após a tentativa fracassada da equipe FIRST da Fórmula 3000 de entrar na Fórmula 1 em 1989. Não tendo obtido dinheiro para competir, a FIRST vendeu os seus carros à Life Racing Engines, chefiada pelo italiano Ernesto Vita.
A arma secreta era um motor criado por Franco Rocchi, ex-engenheiro da Ferrari que havia construído uma unidade usando o pouco convencional sistema W12.

Mas de facto, o motor de Rocchi não possuía uma "verdadeira" configuração em W.
Em teoria, o W12 ofereceria a potência de um motor de 12 cilindros sem usar mais espaço do que um V8 convencional.


A equipa instalou o motor no antigo chassis da FIRST - não foi um trabalho rápido, o carro teve de sofrer modificações consideráveis para acondicionar o W12 - e apareceu na primeira prova de 1990, em Phoenix, nos Estados Unidos.
64km/h mais lento

O campeão da Fórmula 3000, Gary Brabham, foi escolhido como piloto, porém ele quase não pôde pilotar. A caixa de ignição falhou no carro número 39 após três voltas na pré-classificação, mal deu para aquecer os pneus.

No GP do Brasil o carro perdeu uma parte da suspensão pouco depois de deixar as boxes. Brabham não conseguiu concluir sequer uma volta, e, sabiamente, decidiu não perder mais tempo com a equipa. O veterano italiano Bruno Giacomelli assumiu o seu lugar.

Nas poucas ocasiões em que Giacomelli conseguiu marcar tempos com o L190, mostrou uma performance decepcionante. Em Silverstone, ficou a 19 segundos da pré-classificação. Os carros da Fórmula 3, que também estavam a competir no mesmo fim-de-semana, foram apenas três segundos mais lentos. Ainda assim, foi o melhor desempenho do carro.

As longas rectas de Hockenheim expuseram brutalmente a desvantagem de potência do Life. Ele foi cerca de 64km/h mais lento do que todos os outros carros. Estimativas sugeriam que o W12 da Life tinha aproximadamente 375hp, cerca de metade da potência do Honda da McLaren.

Mais tarde, abandonaram o W12 e optaram por um Judd V8 mais convencional. Os esforços para remodelar a carenagem ao redor do novo motor não foram inteiramente bem sucedidos, no GP Estoril , a carenagem do motor saiu na sua primeira volta.



Após o GP da Espanha, a equipe decidiu não participar das provas japonesa e australiana, e nunca mais se ouviu falar dela. O carro eventualmente foi parar nas mãos de um coleccionador, e assim se chegou à demonstração em Goodwood.

Mais Informação em : F1Nostalgia

Ps:Artigo adaptado do site AutoRacing.

2 comentários:

João disse...

Excelente artigo.Pessoalmente não tenho memória deste carro.jtavares

EDUARDO JORGE disse...

Na verdade também não me lembro de ter lido ou ouvir falar!
"está-se sempre a aprender......."

Link - Carlitos Slot

Carlitos-Slot